terça-feira, 4 de outubro de 2016

[POEMA] Reflexos

Tomada por uma súbita loucura
Corre, olha-se no espelho
O sangue em suas veias borbulha
Vê-se as faíscas no olhar do reflexo

Quem a confronta? 
Não se reconhece mais
No confronto percebe
Seguir tanto em frente deixou-a para trás

As borboletas ainda mortas na parede
O coração ainda gélido
Os olhos nos olhos que não se encontram
Não imaginaria seu futuro tão fétido

Quem é esta imagem refletida - repete em pensamento
Perdeu a essência, a ânsia da busca pelos sonhos
Destruiu todas as pontes que lhe foram ofertadas
Agora a antiga sonhadora vive embaixo de escombros

Quem a confronta?
As lágrimas não caem mais
No confronto percebe que o sorriso que traz agora
É fruto da perda de seus ideais.

(Jenifer Alana dos Santos)

Ps.: acho que vou mandar pro concurso de poemas, que acham?



Nenhum comentário:

Postar um comentário